Porque as crianças são o futuro da humanidade!

Dia internacional da UNICEF – 11 de dezembro – Lutando por um mundo melhor

Em todas as épocas de crise e em todo o lado no nosso mundo, há pessoas que se movem pelo desejo de ajudar a superar situações de injustiça e de sofrimento, lutando por um mundo melhor agora e no futuro para todos mas em especial para as crianças – porque as crianças são o futuro da humanidade!

Convictos de que a família independentemente do seu modelo, é um elemento natural e fundamental da sociedade, constitui o meio natural para o crescimento e bem-estar de todos os seus membros, e em particular das crianças.

Foi o desejo de ajudar crianças europeias que sentiram na pele a crueldade da 2ª Guerra Mundial, que fez nascer a 11 de dezembro de 1946, a UNICEF- United Nations Children’s Fund – Fundo das Nações Unidas para a Infância, um órgão da Organização das Nações Unidas (ONU), tendo a sua sede em Nova Iorque. A UNICEF está actualmente presente em 193 países e territórios do mundo e tem como primeiro objetivo a defesa dos direitos das crianças, seguindo o acordado na Convenção sobre os Direitos da Criança.

Este órgão depende inteiramente de contribuições voluntárias, não recebe qualquer financiamento da ONU. Pode procurar mais informação sobre a defesa das crianças e fazer um donativo à UNICEF.

UNICEF!

Nota: Imagens retiradas da Web, site da UNICEF.

Lutando por um mundo melhor sabendo que as crianças são o futuro da humanidade, não podemos deixar nos desagradar com o sucedido no seio da associação “Raríssimas” cuja missão é nobre. Esta Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras tem como missão dar uma resposta inovadora às necessidades dos portadores de patologia rara, famílias, cuidadores e amigos e, nesse sentido, merece o nosso total apoio. Ficamos na expectativa de que também nesta situação a justiça impere sobrepondo-se a qualquer outro tipo de interesse.

A este propósito e na linha do que são para nós vidas inspiradoras que se pautam por ações que vemos concretizadas mais do que apenas palavras, não podemos deixar de fazer nota das atitudes de um homem que, aproveitando a sua situação de poder, se posiciona como um guardião dos mais expostos e frágeis da nossa sociedade – “Não interessa se as pessoas gostam mais ou menos de mim. Não é isso, como é evidente, que é influente”. Referimo-nos a Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República.

Transcrevemos uma frase sua a este respeito e ficamos na esperança de que seja entendida e cumprida na sua totalidade: “é importante que se fiscalize, é preciso que se conclua se houve ou não ilegalidade ou irregularidade, que as crianças não sejam punidas por isso e, para o futuro, que não seja preciso denúncias para o Estado saber o que se passa nestas instituições”.

Leia, sinta e leve a “Balada da Neve” – Mas as crianças, Senhor, porque lhes dais tanta dor?!…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s