Se eu fosse youtuber

À conversa com … Yout!

Olá Olá Olá Yout! If I were youtuber, supostamente seria um jovem rapaz entre os 23 e os 30 anos, uma estrela que arrasa no youtube, com seguidores sem fim (milhares ou mais), que até dói a quem não tem e dinheiro a cair a “rodos” … que inveja.

Agora nós, somos umas “velhas bonitonas”, amigas e bem-humoradas que resolveram há pouco mais de meia dúzia de meses criar um blogue o Hucilluc – Aqui e Ali, liga-nos ao que nos rodeia. Não será de todo a cara do Yout mas isso também não interessa nada, cada um toca guitarra com as unhas que tem, ao som da imaginação e da inspiração quando e como lhe vem.

Também não teremos a pedalada do Yout, nem ganhamos o que ele ganha … quer dizer, nós não ganhamos nada… ahahah… também não temos os milhares senão milhões de seguidores nem a sua visibilidade nas redes sociais. Mas curtimos as novidades e este mundo da WEB que nos alimenta e inspira a fazer coisas e a ser felizes. Somos umas “fazedoras de mudança”, queremos estar no mundo vivas, com muita vida e jovialidade, beber boa disposição e alegria Aqui e Ali, partilhar o que de bom há no mundo e os sonhos vividos nos nossos olhos, ajudar pessoas a concretizá-los e a dar voz ao nosso lema “Vamos crescer partilhando”.

E é aqui que entra o nosso youtuber utópico. Na impossibilidade de entrevistar um, e acreditem que fizemos várias tentativas, decidimos imaginar o que é ser um youtuber famoso e passar para uma entrevista ao nosso Yout, nome não real (achamos nós) e dar voz à nossa fantasia e entressonho.

Nós até podemos guardar segredo (coisa que não interessa) mas queremos aproveitar o tempo, enquanto é tempo, e lançar um desafio ao nosso Yout para responder com loucura e discernimento a umas perguntas razoavelmente ajuizadas. Coisa rara, ele vive na Net e nós apenas existimos, será que isso o incomoda ao ponto de não aceitar o nosso desafio? Hum… não nos parece, do que lemos e do que vimos é rapaz para se atrever – vamos lá criar então esta figura.

Leiam e inspirem-se nestas palavras escritas criadas pela imaginação que tudo dizem!

yout (1)

Nós: Quem é o rapaz Sem Nome que veste a pele do Yout?

Yout: Fui magro agora gordinho e anafado, era mal disposto agora bem-humorado, um pouco tímido até… ahahaha… tal e qual a canção “Ele e Ela” da Madalena Iglésias. Só que este bom rapaz vivia no sonho de encontrar… neste caso o youtube pois sua veia artística pedia mais, mais canal. Ele apareceu e logo me prendeu – era um canal feito para mim.

Nós: Como nasceu o Yout, qual a razão ou história por detrás do nome?

Yout: Adoro vídeos e o youtube aloja um pouco muito de tudo, desde filmes, a videoclipes musicais e caseiros até transmissões ao vivo se encontravam – é a loucura total. Devorava tudo quanto aparecia neste canal, p´la noite fora … só falava, via, e vivia com o canal no pensamento, sem ele não era ninguém. Tal era o entusiamo e tão preso estava em frente do monitor e embebido no youtube que comecei a comentar com o nome de Yout tudo quanto havia para aplaudir, parabenizar ou criticar. Não se fizeram esperar respostas aos meus comentários, é uma classe muito responsiva ahahah… e o Yout ficou ligado ao Sem Nome, simples assim!

Nós: Quando criaste o primeiro canal no Youtube? Como te surgiu a ideia?

Yout: Já foi há uns bons aninhos… até pareço um cota a falar… ahahah. Na verdade comecei muito cedo, como já referi era muito tímido, rebelde e nada sociável, popularidade era sinónimo de repelente e, claro que a minha acne também não ajudava nada. Por força das circunstâncias era muito caseiro, tinha de arranjar entretenimento, era um jogador nato (era o que de melhor sabia fazer), fiquei vidrado no canal e alcancei na vida o maior bem – tornei-me youtuber. Quando me aventurei a criar o meu primeiro canal foi aterrador, vi e revi vários vídeos de diversos interesses para tentar replicar um estilo, quais os recursos necessários para criar, como planear conteúdos, quase enlouqueci mas … A vida é como um jogo onde nos cabe fazer a melhor jogada e a minha foi criar o meu canal, realizar e produzir um vídeo, lançar-me e ser feliz pois, como diz Rui Veloso “A primavera da vida é bonita de viver; Tão depressa o sol brilha como a seguir está a chover”

E já que era a minha melhor jogada porque não um jogo. Mais parecia um daqueles jogos das máquinas de casino, perder e ganhar, só que sem dinheiro. Os meus primeiros vídeos eram jogos simples, sobre diversos temas, carros, camiões, lutas, corridas, disparates, partidas aos amigos, loucuras …, gostaram, comentaram, classificaram… e a ideia pegou.

Nós: Quantos vídeos realizados, tens noção? No ranking dos youtubers em que categoria te manténs?

Yout: Oh… O que lá vai, lá vai, agora estou focado no novo material que me está a dar um gozo danado … Muitos, muitos mesmo (mais de 5 mil) … isto é viciante, não há forma de parar. Quanto melhor somos mais somos solicitados. Quanto mais criamos mais queremos criar. Há que não desiludir os nossos seguidores, subscritores. Estou no Top 10 e de lá não saio há muitos anos, mantenho a terceira posição há dois anos mas a nível de faturação ninguém me bate. Vou contar-te um segredo se não contares a ninguém – os meus vídeos têm mais de 1 milhão de visualizações… entra uma boa mesada nos meus bolsos… ahahah.

Nós: Onde vais buscar imaginação para os teus vídeos? A loucura corre nas tuas veias que nem fórmula 1 e pulsa para lá do rali youtube? As ideias malucas, descabidas e invulgares (dizemos nós… ahahah) surgem-te do nada ou percebeste que o inexplicável apela à idiotice e à gargalhada dos outros como se de um íman se tratasse?

Yout: Nunca se sabe bem de onde é que vem …Quando era puto lia tudo o que era banda desenhada até aparecerem na minha vida as consolas, os videojogos e as plataformas como a playstation, a Xbox entre outras, eu grudava naquilo e não largava mais, penso que desta forma a minha imaginação foi durante anos muito trabalhada. O que é normalidade? O que é loucura? De santos e loucos todos temos um pouco – uns dizem que somente os loucos são capazes de realizar coisas que os normais consideram impossível e outros, que a “normalidade” é uma ilusão imbecil e estéril. Pela parte que me toca, estou no meio, produzo palhaçadas animadas pelo tempero da loucura. Faço o que gosto e percebi que as pessoas gostavam, tão simples assim – é só dar continuidade, ter prazer no que faço e dar prazer aos outros e as ideias surgem num clicar de dedos, às vezes, e outras nem tanto mas trabalha-se e alcança-se.

Quando “a loucura torna a vida suportável” vira íman sim, acreditem!

Nós: Como consegues distinguir o que te apetece fazer daquilo que tu fazes porque sabes que vai ter “canal”?

Yout: Sou um visionário… ahah… divirto-me a dar diversão (canal) a fazer o que me apetece, isto é que é obra. Os comentários deixados pelos subscritores são uma grande ajuda, eles interagem muito com os youtubers e isso é muito bom, chegam mesmo a deixar sugestões de vídeos que gostavam de ver e claro, muitos deles podem resultar num vídeo desafiante (acontece mesmo). De resto, tenho consciência da minha loucura e como ela é grande, já dizia Fernando Pessoa, então sou um Génio – E se eles (subscritores) não tivessem ao meu lado então não havia Yout! Se quero triunfar tenho de trabalhar, tenho de ir ao encontro do meu público, é aí que está a arte do sucesso. 

Nós: Tu ganhas tanto, tanto, tanto (diz, não digas) … que até parece fácil, és um dos maiores youtubers portugueses. Fazes o que gostas, mas dá muito trabalho, certo? Podes revelar um pouco do teu dia-a-dia de fazedor de vídeos?

Yout: Meninas “Velhas Bonitonas”, esta é a minha profissão, certo? Ganho muito sem dúvida – dá para me sustentar e ajudar a família, digo (depende do número de visualizações) … não, não digo, mas dá muito trabalho, não pensem … Hei, vocês aí, não pensem que é fácil. Chegar ao Top 10, até nem foi difícil (quer dizer, até foi mas como já lá estou, não foi), mas não sair de lá é tarefa árdua, e essa é onde eu estou agora – manter é difícil, acreditem. Mas faço o que gosto, sem dúvida.

Não tenho hora para levantar mas também não tenho para deitar. Tudo depende. Tem de se estar sempre preparado, mas um dia de trabalho (15 a 16 horas), envolve pesquisa, ideias, criatividade, agendar e encontrar soluções, preparar cenários, gravar, editar os vídeos, refazer, refazer, e finalmente quando prontos colocá-los no youtube. E depois esperar muitas visualizações, comentários … e partir para mais uma ideia, começar a esboçar e a recolher material para o próximo vídeo. É preciso alimentar o canal, para me manter no top 10, não se pode parar, o risco é grande. Mesmo quando vou de férias, tenho de deixar vídeos agendados, é tudo pensado ao pormenor, para estarmos sempre no top.

Nós: Consideras-te um humorista bem-humorado que cativas tudo e todos ou apenas és um tipo engraçado com muita graça que te queres divertir divertindo os outros?

Yout: Sou tudo isso, porque não? Sou louco não sou? Também tenho um pouco a veia do teatro. Por ser muito tímido inscrevi-me em tempos num curso de teatro, o que se tornou numa mais-valia – jogos e teatro juntos num só são uma bomba explosiva e um bom pronúncio de diversão, que é o que se quer, divertir e trazer felicidade a nós e aos outros.

Nós: Tens a capacidade de te rires de ti próprio e por isso o sucesso é teu amigo?

Yout: Lá diz o ditado “rir é o melhor remédio”, faz bem à saúde, combate o stress por conseguinte o bom humor é altamente recomendado, é um antídoto que dá saúde e faz crescer … o sucesso! É a minha terapia.

Nós: Segredaram-nos aos ouvidos que amavas BD e que até já publicaste um livro. Podes revelar um pouco essa tua paixão?

Yout: A esta já respondi lá atrás… mas sim é uma paixão. Como era tímido não saía de casa, isolava-me e envolvia-me na leitura deitado na cama no meu quarto e deixava-me ir com as histórias. Era uma pessoa diferente naquele meu espaço. Era seguro, forte, feliz, animado, com muitos amigos e muitas vivências diferentes… tinha liberdade para sonhar e me transformar. Vivia feliz e tornou-se uma paixão, até os meus vídeos refletem um pouco isso. E finalmente consegui transportar alguns conteúdos dos meus vídeos para papel e um ilustrador amigo fez o resto. Nasceu a minha primeira BD!

Nós: Esta escrita sem vídeo já vai muito longa, mas podes ou queres deixar aqui uma mensagem de – façam como eu … a loucura é nossa amiga, atrevam-se! Ahahah… não expliques tudo mas podes dar uma amostrinha, certo?

Yout: Já imaginaram ter uma televisão só para vocês onde são não só o realizador mas também o produtor e ainda por vezes a personagem principal, são vocês que comandam a ação, num simples espaço como por exemplo o vosso quarto, e que precisam apenas de uma câmara para gravar, editar e colocar no youtube? Façam como eu, comecei assim e hoje sou um dos melhores senão o melhor… ahahah! Divirtam-se a fazer loucuras, a pregar partidas (dos 8 aos 80 anos) e sejam famosos – sejam celebridades instantâneas para sempre! Carreguem no botão …

youtube-1837872__340

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s