À conversa com Suzana Mendes – Feng Shui

Advertisements

Ano Novo, Vida Nova!

Um ano que pode mudar toda uma vida. O Feng Shui todos os anos convida-nos a colocar em ordem a desordem que vive em nós (sentimentos, relacionamentos) e nas nossas casas. É altura de “destralhar”, deitar fora o velho para o novo ter lugar.

Aceita o convite e entra em perfeita sintonia com esta arte e com a sua sabedoria milenar.

E parte à conquista dos teus sonhos! Citando António Gedeão “Sempre que o homem sonha o mundo pula e avança”.

Dar tempo ao … FENG SHUI

O lema do nosso blogue é “Aqui e Ali liga-nos ao que nos rodeia”. Entendemos que há conhecimentos que se podem adquirir e que irão decididamente permitir encontrar o equilíbrio entre nós próprios e o ambiente que nos rodeia. Desafiamos por isso Suzana Mendes, mulher, mãe, licenciada em Serviço Social, consultora profissional e professora de Feng Shui para uma breve entrevista e para partilhar a sua sabedoria e ao conhecimento desta arte milenar com todos nós.

Senta-te, lê, inspira-te, sente e vai. A Ação é tua, só depende de ti!

 

Por volta dos 37 anos descobri o Feng Shui e percebi que era uma ferramenta fantástica para ajudar pessoas a serem mais saudáveis, prósperas e também mais conscientes dos seus Poderes

 

  • Quem é a Suzana, pode-nos falar um pouco de si e apresentar-se aos nossos seguidores?
Umas vezes apresento-me de uma forma, outras de outra, dependendo da fase da vida. Mas nesta fase posso dizer, com o meu meio século de vida, que sou uma mulher grata e com uma certa paz interior que traz tranquilidade. Sinto-me realizada em várias camadas do meu Ser, como mulher, mãe, filha, irmã, amiga, cidadã e profissional. Na área do romance não tem sido fácil, por isso, há partes de mim com espaço para melhoramentos (risos). Não posso dizer que tenha tido uma vida fácil, e por isso estou grata porque aguçou os meus engenhos e deu-me força para apoiar aqueles que também passam por dificuldades.
Nasci em Oeiras e vivi no Brasil, na floresta tropical durante quase 10 anos, vivência essa que me marcou profundamente a adolescência a vários níveis, um deles a descoberta do meu grande amor e admiração pela Natureza. Entre outros estudos, sou também licenciada em Serviço Social, pois a minha missão de vida, que sempre soube desde tenra idade, é contribuir para um mundo melhor, mais justo, saudável e bonito.
Por volta dos 37 anos descobri o Feng Shui e percebi que era uma ferramenta fantástica para ajudar pessoas a serem mais saudáveis, prósperas e também mais conscientes dos seus Poderes. E pronto, larguei tudo e desde 2009 que me dedico exclusivamente a servir pessoas com os aliados Feng Shui e o Bazi.

 

  • Qual o significado de feng shui?

Feng Shui quer dizer Vento (ar em movimento) e Água. São os elementos dinamizadores da vida na Terra. O Vento é Yang e espalha a energia e a Água é Yin e carrega/absorve a energia. Todos nós sabemos que somos feitos de Água, mas o que muitos não sabem, é que somos  também feitos de Ar, ou seja, somos feitos essencialmente de Feng Shui.

 

  • O que é o feng shui? Qual a sua origem e quais os seus objetivos primordiais?
Feng Shui é um conhecimento que começou a ser desenvolvido há cerca de 5000 anos. Dos meus estudos parece que teve origem na Índia e dissimenou-se por todo o oriente. Tudo começou por escolher locais que garantissem que as comunidades pudessem prosperar, ou seja, locais férteis, com recursos e seguros. O objectivo primordial do Feng Shui é viver uma relação harmoniosa com a Natureza, usufruindo e beneficiando dos seus melhores recursos energéticos sem a destruir.

 

  • Pode-se considerar o feng shui como uma disciplina muito antiga que se foi adaptando aos tempos modernos? Ou existem as duas correntes, a tradicional (clássica) e a contemporânea?
Não considero o Feng Shui uma disciplina, mas um conhecimento composto por várias disciplinas que vão desde a Geobiologia até à MTC. E também não considero este conhecimento algo antigo que precisa de ser adaptado para funcionar nos tempos modernos, pois o Feng Shui é baseado nos elementos e leis da Natureza, que são imutáveis no tempo, por exemplo, a Água continua composta de átomos H2O e exerce a sua função de nutrir todos os seres do planeta Terra, desde que existe esta forma de vida. O que vai mudando são as culturas, os tempos humanos, as formas como desenvolvemos, interpretamos e aplicamos os conhecimentos. E claro que o Feng Shui foi sofrendo aculturações, inclusive, dentro do próprio Feng Shui Tradicional ou Clássico, existem diferentes linhagens, dependendo dos Mestres e das regiões. Talvez existam mais correntes, digo talvez porque ainda não tive oportunidade de aprofundar os meus estudos no Feng Shui Vastu da Índia, ou no Kanji do Japão, mas essencialmente há o mais difundido Feng Shui Clássico ou Tradicional e o Feng Shui Contemporâneo que consiste em adaptações ocidentais, com metodologias e visões diferentes do Feng Shui Clássico.

 

  • O facto de ter estudado artes (desenho de arquitetura) ajudou-a a sentir interesse por esta arte e tornar-se uma consultora profissional? Em que medida sente que valorizou a sua formação?
Embora tenha sido esse o ponto de partida, ou seja, foi o meu interesse pelas artes e a arquitetura que me levou ao primeiro contacto com o Feng Shui, acredito que valorizou muito mais a minha formação em Serviço Social. Com esta ferramenta ajudo mais  pessoas do que ajudava em contexto institucional.  E isso tem um valor inestimável.

 

  • Há alguma relação do início do ano com as práticas do feng shui?
Sim, pois o Feng Shui Clássico trabalha as variáveis Tempo (yin, o potencial energético de manifestação) e Espaço (yang  onde se manifesta a energia) e regula-se pelo calendário Solar e Lunar. Por isso, são necessários ajustes energéticos anuais (às vezes mensais) mais simples e de 20 em 20 anos, ajustes mais profundos.

 

  • O ano chinês começa em fevereiro, significa que é a altura certa para “destralhar” e dar lugar ao novo neste início de ano? Qual a importância de fechar o ciclo?
O ano lunar, mais conhecido por ano Chinês, indica o início da Primavera no hemisfério Norte e é geralmente em Fevereiro. E por isso, as limpezas de Primavera são tão importantes para dar as boas-vindas aos dias que ficam mais yang, maiores, mais quentes e abundantes.

 

  • Como pode o feng shui equilibrar o nosso bem-estar e os locais onde vivemos e trabalhamos?
De muitas formas. Por exemplo, mudar o orientação da cabeceira da cama tem impacto na qualidade do sono e equilíbrio emocional, ou colocar uma secretária de uma determinada maneira que contribui para aumentar a produtividade, ou afastar uma cama de um local com radiação da terra e a pessoa perder peso ou deixar de sentir fadiga, ou usar uma cor que vai ajudar a diminuir o apetite. Ás vezes, coisas tão simples e que têm impactos incríveis na energia pessoal. Afinal o objetivo do Feng Shui é estabelecer o equilíbrio energético dos ambientes para que nos possam nutrir.
Habitação - Feng Shui
Habitação – Feng Shui

 

  • Existe alguma ligação entre a astrologia e o feng shui?
Sim, os ciclos de Tempo são pautados pela nossa Estrela Sol, os seus planetas e a nossa Lua e o Feng Shui Clássico combina essa dinâmica relação entre Espaço e Tempo. Mas esta análise astral aplica-se ao mapa energético do espaço e não a pessoas. Para o mapa astrológico das pessoas usa-se a Astrologia Chinesa e os seus métodos Ba Zi ou Zi Wei ou a Astrologia Ki das 9 Estrelas.

 

  • É possível explicar o que é o mapa astrológico de uma casa?
Sim, o mapa astrológico, que  chamo de mapa energético de uma casa é um mapa das relações entre 5 Elementos no Tempo e no Espaço.
Para fazer um mapa energético da casa/edifício é necessária a data de construção do mesmo e a data da consulta (Tempo) e os graus magnéticos da porta de entrada (Espaço). Também se contempla a dinâmica energética exterior com base em períodos de tempo, por exemplo, em determinada altura é favorável ter um rio numa localização e 20 anos depois já não ser favorável.
Com estes dados, representados por números que “encarnam” os 5 elementos que são a personalidade das frequências energéticas, constrói-se o mapa energético da casa. Os 5 elementos são a Água, Madeira (ou Árvore), Fogo, Terra e Metal, que por sua vez representam inúmeras coisas, desde cores até partes do corpo humano.
Depois faz-se a análise da relação entre os elementos. Para dar um exemplo, se uma área da casa tem uma energia predominante de Água, mas tem excesso do elemento Terra vai potenciar bloqueios na comunicação, acidentes de viação, retenção de líquidos, emoções reprimidas, pedras nos rins, etc. É muito vasta a informação que se pode tirar das variadas misturas químicas. Muitos clientes e alunos ficam surpreendidos com os diagnósticos que faço. Até eu acho extraordinário.

 

  • Feng shui, a arte de viver em harmonia. Pode comentar?
É uma maneira muito bela de caracterizar o Feng Shui. Primeiro porque a Arte é a mais sublime forma de expressão da Natureza da qual somos parte. Já a harmonia pressupõe equilíbrio, justiça,  saúde e paz. Não poderia estar mais de acordo.

 

Feng Shui é realmente uma ferramenta valorosa para uma vida mais feliz. Eu sou mais feliz desde que o conheço.

 

  • O que procuram as pessoas no Feng Shui?
Essencialmente procuram apoio, ou soluções para os seus problemas, e daí ser muito mais útil para mim ter formação em Serviço Social, do que os cursos em desenho de arquitetura e artes decorativas. Embora  o Feng Shui esteja mais difundido, ainda há  pessoas que não percebem como funciona e muitas vezes não sabem muito bem o que esperar de uma consulta de Feng Shui. Mas essencialmente procuram solucionar problemas muito concretos nas suas vidas, como ganhar mais dinheiro, arranjar emprego, melhorar relacionamentos, que os filhos durmam nos seus quartos ou melhorem a sua saúde, comprar ou vender casas, melhorar os negócios, entre tantos outros objetivos, desejos ou sonhos que o Feng Shui ajuda a alcançar.

 

  • Quais os passos para integrarmos o feng shui na nossa vida?
Todos nós sabemos que para manter a saúde é importante, por exemplo, fazer exercício e ter uma alimentação saudável, mas quando ficamos doentes vamos ao médico, certo? É um pouco assim com o Feng Shui, uma pessoa sozinha, com a ajuda de uns livros, assistir a umas lives e uns vídeos e fazer uns workshops ou mini cursos, já consegue fazer algumas coisas e mudar significativamente a qualidade da sua vida, mas nada como um profissional para ajudar a fazer isso, até porque, como há a dimensão Tempo, as coisas não são estáticas, e o que era bom ontem, pode não ser tão favorável hoje ou amanhã.

 

  • Para podermos usufruir dos seus conhecimentos, pode explicar como se processa ou que metodologia utiliza numa consulta?
Para fazer uma consulta de Feng Shui solicito os dados de nascimento dos clientes e os dados do edifício (localização, data de construção e plantas). Depois faço uma visita ao local para medir os graus magnéticos da porta de entrada da casa/edifício e conhecer a dinâmica do espaço onde dou conta da envolvência exterior, disposição solar/luminosidade e dinâmica de sombras, temperatura, focos de humidade, fluxos de água e ar, poluição sonora, como está decorado, disposição dos móveis, cores, materiais, organização, para citar alguns exemplos e, principalmente, para conhecer melhor os meus clientes, sendo comum ficar para almoçar ou jantar (risos). Posteriormente faço um relatório com recomendações de mudanças e mais 1h online para explicar eventuais dúvidas em relação ao relatório. Tenho ainda um serviço pós-consulta com uma nova visita para ajudar os clientes com maiores dificuldades em aplicar as recomendações, ou consultas de acompanhamento no caso de haver decoradores ou designers de interiores envolvidos em projetos de remodelações ou decoração. Para projetos de arquitetura e paisagismo os procedimentos são outros, pois são projetos a médio prazo e exigem maior envolvimento e mais trabalhos. Mas basicamente é isso.

 

  • Uma das técnicas que utiliza na sua consulta é o Bazi, uma arte chinesa. Como pode esta ferramenta contribuir para o desenvolvimento pessoal e autoconhecimento?
Sim, o Bazi é um método astrológico muito útil para o autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, assim como qualquer método de astrologia, numerologia ou psicoterapias, como a hipnose.
A Astrologia Chinesa usa também os 5 elementos, e a partir deles pode-se descodificar a química de cada pessoa. Por exemplo, uma pessoa com elementos Fogo e Água em tensão, pode ser explosiva, ou ter muitas ideias mas dificuldades em entrar em ação para as concretizar. Este método, não só identifica as características pessoais e probabilidades de acontecimentos através do Tempo, como também recomenda “curas”, ou seja, recomenda elementos favoráveis para diminuir a tensão e aprender a gerir os elementos pessoais em benefício próprio. Os 5 elementos traduzem-se em cores (por exemplo, na roupa), formas, materiais, alimentos, exercícios, emoções, padrões mentais, hobbies, profissões e até ambientes mais favoráveis para contribuir que cada pessoa possa tornar-se a melhor versão de si e, consequentemente, viver mais consciente e feliz.

 

 

  • O que ficou por dizer e que pode ser importante para se tomar a decisão de utilizar estas ferramentas com o objetivo de equilibrar o nosso relacionamento com os espaços e sermos felizes numa casa feliz?
Penso que foi praticamente tudo dito, o Feng Shui é realmente uma ferramenta valorosa para uma vida mais feliz. Eu sou mais feliz desde que o conheço.

… os tempos pedem mudanças nas formas de Ser e Estar.

 

  • Pode dar uma dica importante para começar o Novo Ano em grande?
Vou dar 3:
  1. Para começar e continuar bem, é sempre favorável sermos flexíveis perante o que não depende diretamente de nós e determinados quando depende, pois os tempos pedem mudanças nas formas de Ser e Estar.  Para quem pratica Astrologia sabe que estamos num momento muito importante na história da Humanidade, com o encontro especial entre Júpiter e Saturno no passado dia 21 de Dezembro e que marca uma viragem no Tempo. Uma oportunidade para todos nós fazermos também viragens nas nossas vidas.
  2. Numa perspetiva do ano do Búfalo, que começa dia 12 de Fevereiro de 2021, podemos esperar maiores oportunidades para concretizar ou expandir, terão mais probabilidades de serem bem sucedidos aqueles que em 2020 tiveram tempo para amadurecer ideias e para planear, e que não tenham medo de trabalhar duro, como um Touro! (risos)
  3. Por falar em trabalho, fica uma dica de Feng Shui para 2021 (de 4 Fev até 4 Fev 2022), usa plantas na parte Nordeste da casa para ajudar-te a prosperar.
Feng Shui
Objetos e plantas – Feng Shui

Ah, e não te esqueças que a nossa Casa é o planeta Terra.

Sítios de Suzana Mendes:

https://www.suzanamendes.com/

https://www.facebook.com/fengshui.suzanamendes

https://www.youtube.com/channel/UCnrNBQbvbWZZxUBn5Wc90aw

https://www.instagram.com/fengshui_suzanamendes/?hl=en

 

Também pode gostar

Leave a Reply