Á conversa com … a nutricionista Catarina Maria

Catarina Maria tem uma formação sólida na área da nutrição e também uma experiência profissional vasta nas boas práticas de uma vida saudável. Exerce a atividade de nutricionista por paixão, uma paixão que descobriu cedo, depois de frequentar um curso de medicinas alternativas que lhe permitiu conhecer o papel da alimentação no bem-estar do organismo.

“A cozinha é um local que me deixa muito feliz. Sinto-me inspirada pelos alimentos, pelas suas cores, adoro combinar alimentos diferentes e descobrir novos sabores. Inspiro-me em memórias, cheiros, que me transportam por exemplo até casa da minha avó. Tudo à minha volta inspira-me e faz-me cada vez mais sonhar e continuar.”

 

Acreditamos que o seu testemunho através de uma entrevista pode inspirar nos outros a vontade de atingir uma vida saudável.

Quem é a Catarina Maria, pode fazer uma breve apresentação sua?

A Catarina é uma sonhadora com 39 anos licenciada em Ciências da Nutrição, que exerce Nutrição Clínica desde 2008. A nutrição não foi a minha primeira opção, só depois de frequentar um curso de medicinas alternativas e aí ter contacto com a alimentação é que descobri o que queria ser “quando fosse grande”. Nessa altura informei os meus pais da minha escolha e lá embarquei nesta aventura.

Sou uma apaixonada pela vida, aprecio a beleza das coisas e vivo completamente encantada pelos meus meninos! Casei há 10 anos com o meu príncipe e com ele descobri as melhores coisas da minha vida, o Manuel e o José.

A cozinha é um local que me deixa muito feliz. Sinto-me inspirada pelos alimentos, pelas suas cores, adoro combinar alimentos diferentes e descobrir novos sabores. Inspiro-me em memórias, cheiros, que me transportam por exemplo até casa da minha avó. Tudo à minha volta inspira-me e faz-me cada vez mais sonhar e continuar.

Escolheu ser nutricionista por paixão ou considera uma missão, simplesmente porque sentiu a necessidade de e ensinar ao “mundo” que se “pode comer de tudo, mas não tudo”?

Escolhi ser nutricionista porque achei fascinante a ideia de os alimentos serem o nosso medicamento. Sempre gostei muito de comer e obter prazer na comida, então porque não ensinar aos outros que isto também é possível com alimentos saudáveis.

“O projeto Oficina da Nutrição é hoje uma paixão que me leva todos os dias a querer cada vez mais ensinar os outros a comer, fazendo boas escolhas alimentares e “brincar” com os alimentos, dando-lhes cor e sabor, por forma a ficarmos felizes sempre que comemos.”

O que significa e, como se pode ter, uma vida saudável?

Uma vida saudável é para mim um estilo de vida, é escolher para o cesto de compras o que nos faz bem, o que permite prevenir a doença. É conseguir obter prazer no que se come e ainda ter energia para viver com qualidade no seu dia a dia.

Quem não se lembra dos conselhos das nossas avós ou mães – alimentar bem é essencial?! Ter uma alimentação saudável e equilibrada é já um “clichet”, com frequência ouvimos dizer que tem de se comer legumes, fazer exercício… Mas este conhecimento não basta para termos uma vida saudável. O que fazer para mudar mentalidades ou para criar a força necessária para dar esse passo?

Sem querer estar a repetir-me, mas a mensagem que tento sempre passar nas consultas é de que: “somos o que comemos”. Se queremos viver bem, com qualidade, então fazer boas opções alimentares têm que ser uma prioridade na vida de cada um.

Hoje em dia estamos sujeitos a tantas escolhas, tantas possibilidades, tantas alternativas que em geral ficamos paralisados frente a esse mar de complexidade e nem nos apercebemos das consequências das nossas escolhas. Que conselhos ou dicas pode hoje um nutricionista dar para ajudar no planeamento para a obtenção de uma vida saudável com base numa alimentação saudável?

Sem dúvida que cada vez mais se torna importante haver um bom aconselhamento nutricional. Cada um de nós tem necessidades diferentes, seja pela atividade profissional, atividade física, condição física e por isso o primeiro passo, na minha opinião, é a realização deste aconselhamento. O segundo passo seria definir uma ementa para toda a semana e depois construir uma lista de compras para o supermercado em função desta ementa, é aliás um dos serviços que presto na Oficina da nutrição (Personal Nutri) para que exista um planeamento das refeições e organização da despensa/frigorífico na casa de cada um.

Adotar um estilo de vida saudável é muito mais do que ter uma alimentação saudável. Pode comentar? Acha que as terapias naturais e a nutrição se complementam e se alinham às necessidades de mudanças reais no estilo de vida das pessoas?

Adotar um estilo de vida saudável, tem que ir além de ter uma alimentação saudável. Tem a ver com uma mudança interior, ganhar consciência de que é preciso mudar, é cuidar de si próprio tanto físico como mentalmente. É ter consciência de si como um todo e não partes. As medicinas naturais/alternativas são uma forma de ajudar a obter o equilíbrio energético e consequentemente físico e mental.

“Na minha visão as terapias naturais não se podem dissociar da nutrição.”

Pode referir a importância da alimentação, nas suas vertentes, nutricional, emocional e social?

A alimentação vai ter sempre impacto na vertente nutricional na medida em que é o combustível para o equilíbrio nutricional. Este equilíbrio vai conferir um aumento da auto-estima e de energia que tem impacto a nível emocional e consequentemente a nível social. Se a auto-estima for aumentada não existe isolamento, pressões sociais, etc.

É possível descrever como funciona uma consulta individual de nutrição? O que podem as pessoas esperar depois de realizar uma avaliação integral sob os vários aspetos da saúde?

Numa consulta de nutrição é recolhida a história clínica do paciente e anamnese alimentar. Realiza-se a avaliação clínica e de seguida discute-se os objetivos do paciente confrontados com os resultados da avaliação clínica. Depois de traçado um objetivo, realiza-se um plano alimentar adaptado aos gostos e rotinas do paciente. Sempre que necessário são feitas negociações para o melhor interesse do paciente.

Ao longo do acompanhamento nutricional pode-se verificar a conquista da independência em tarefas pessoais tão simples como calçar os sapatos sem ajuda de terceiros, redução da fadiga, obtenção de energia, concentração, aumento da auto- estima, melhoria de parâmetros como colesterol, diabetes, hipertensão, etc. Conquista-se de um modo geral um bem-estar, físico, mental e emocional.

O que não pode faltar nos frigoríficos? O que são considerados alimentos saudáveis? Qual o segredo para uma boa alimentação?

No frigorífico nunca pode faltar legumes, proteínas como queijo, leite ou iogurte, carne, peixe, ovos e leguminosas como grão, favas, lentilhas…Alimentos saudáveis é tudo o que não é processado, sem aditivos, conservantes e sem adição de açúcar.

“O segredo para uma boa alimentação é comer de tudo um pouco, sem fundamentalismo, sem obsessões, conseguindo um equilíbrio no prato dos diferentes nutrientes.”

Considera que os portugueses comem bem?

Os portugueses de um modo geral constroem bem o prato (legumes/carne ou peixe/hidratos de carbono). O português tem por base a dieta mediterrânica que já vem dos nossos antepassados, o problema maior na minha opinião é a compulsividade, a gula que na maior parte dos casos não está controlada.

Considera que a comida tradicional portuguesa é saudável?

Sim. A comida tradicional portuguesa tem por base a dieta mediterrânica, que é uma dieta anti-inflamatório, muito rica em vitaminas, minerais, ou seja, muito antioxidante.

Quer dar-nos algumas dicas que considere essenciais no que respeita à nutrição saudável em função da idade e das necessidades específicas de cada um – Nutrição clínica e estética, Nutrição Desportiva, Nutrição infantil – primeiro ano de vida e Nutrição no pré e pós-parto?

Nutrição clínica e estética: A hidratação é sempre o primeiro passo para um bom estado nutricional. A escolha dos nutrientes deve ser feita de forma equilibrada, sem comer em demasia. Eliminar o açúcar é fundamental, assim como alimentos processados, OGM, conservantes e aditivos. Ler os rótulos dos alimentos para fazer uma escolha consciente.

Nutrição desportiva: A hidratação é fundamental na atividade desportiva para que ocorra o transporte de vitaminas e minerais para “dentro” das células. A ingestão de proteínas e hidratos de carbono antes e depois do treino, na quantidade certa é também importante para obter o maior rendimento possível durante o treino e não ocorrer perda muscular depois do treino.

Nutrição infantil: A amamentação no primeiro ano de vida é fundamental para o estado nutricional e imunológico da criança. Nesta fase deve-se ter especial atenção á introdução de novos alimentos nomeadamente no que se refere aos açúcares. É importante optar por alimentos sem açúcar para não causar adição.

Nutrição pré e pós-parto: O bom equilíbrio nutricional e hídrico nesta fase torna-se essencial para garantir o bem-estar do bebé e da mãe antes, durante e após a gravidez. O bom estado nutricional garante uma gravidez saudável para a mãe, um bebé bem desenvolvido e uma boa recuperação quer física, quer mental por parte da mãe no pós-parto. Torna-se importante no pré e pós-parto o consumo de alimentos ricos em vitaminas do complexo B, ferro, magnésio, cálcio, etc, ingerir no mínimo 2l água por dia e comer de 3 em 3horas.

O nutricionista Rodrigo Abreu afirmou que se deve pensar “…no risco de estarmos a criar uma sociedade de pessoas saudavelmente infelizes…” e que “faz sentido refletir sobre o papel da alimentação no equilíbrio entre aquilo que nos faz bem e o que nos faz feliz”. Concorda?

Sim. Por falta de informação as pessoas de um modo geral continuam a chegar a consulta de nutrição com a ideia de que comer bem é comer apenas cozidos e grelhados, uma dieta insípida que não lhes dá qualquer tipo de prazer. Para combater esta ideia penso que o passo seria existir um trabalho multidisciplinar entre os profissionais de saúde, por forma a mudar esta mentalidade.

Há uns anos atrás as pessoas pouco conheciam o papel do nutricionista, nos dias de hoje quem não ouviu falar?! Nos cuidados do doente oncológico (ou de outros) é importante ser orientado por um profissional de saúde habilitado, para uma ajuda direta e adequada aos problemas que se fazem sentir. Pode deixar aqui uma breve reflexão sobre a importância do nutricionista?

O nutricionista através do acompanhamento alimentar vai promover um equilíbrio nutricional, garantido aumento da energia e qualidade de vida. A nutrição para além de ajudar a tratar pode equilibrar e prevenir o estado nutricional do indivíduo seja no combate ou na prevenção da doença.

Quer deixar uma mensagem de inspiração para que se cumpra o desejo de ter uma vida saudável?

Se somos o que comemos, é importante pensar naquilo que escolhemos todos os dias para colocar no prato para nos alimentarmos e alimentarmos a nossa família.

“A saúde é um luxo e se a podermos prevenir é uma garantia para sermos mais felizes.”

 

Para terminar, Hucilluc que saber, para oferecer

(Perguntas de resposta rápida)

  • Qual o seu maior sonho? Ser feliz todos os dias!
  • Qual a sua maior realização? Ser mãe.
  • O que nunca perdoaria? Uma traição.
  • Qual a pessoa mais importante de sua vida? Várias! No topo da lista os meus meninos claro!…o meu marido, os meus pais, a minha mana, sobrinhas…é uma pergunta difícil porque não há apenas uma pessoa importante!
  • O que mais gosta de fazer nos seus tempos livres? Passear, adoro praia, campo, enfim estar em contacto com a natureza, sempre na companhia dos meus filhos e do meu marido. Adoro cozinhar, ler um bom livro e ver filmes em casa.
  • Qual a sua maior extravagância? Não tenho.
  • Qual o bem mais valioso que tem? Os meus filhos.
  • Qual é o seu maior medo? Não ter tempo para realizar todos os meus sonhos.
  • Que figura pública/histórica a inspira? Malala Yousafzai.
  • Que figura pública atual admira? Ricardo Araújo Pereira.
  • Qual o livro que tem na sua mesa-de-cabeceira? Dieta sem glúten.
  • Qual o seu filme preferido? O clube dos poetas mortos.
  • Qual foi o último filme/livro que a fez refletir? Assim nasce uma estrela.
  • Qual a sua viagem de sonho? Itália.
  • Voltaria atrás no tempo e mudaria alguma coisa? Não voltaria atrás no tempo, portanto não mudaria nada.
  • Qual o presente que recebeu e nunca esquecerá? O anel de noivado que o meu marido me deu no dia em que completei 29 anos.
  • Prefere dar ou receber presentes? Receber 😊.
  • Uma coisa que a faz sorrir? A alegria dos meus filhos.

 

Facebook Oficina da Nutrição

Aceite o nosso desafio e procure uma vida saudável! Leia e leve a mensagem para si e para quem mais gosta. Se tem dúvidas quanto a outras práticas para uma vida saudável, leia a opinião de quem é especialista, saber nunca é demais!

Não perca uma deliciosa receita de Catarina Maria.

Siga-nos! Procuramos estar presentes em tudo o que nos rodeia.

Também pode gostar

Deixar uma resposta