Doce Natal – uma abordagem alternativa que lhe permite manter as tradições!

The Christmas spirit arrived to Huc Illuc:

Não há como negar, é oficial, a azáfama da preparação do Natal e dos doces tradicionais tão típicos desta época, que nos deixam ficar com água na boca e que estão a chegar às nossas mesas, aos cafés, aos supermercados e às lojas da especialidade. Muitos deles são feitos apenas para irem à mesa nos dias 24 e 25 de dezembro. São paladares e cheiros que nos ajudam a enlevar no espírito natalício.

A qualquer lugar e a qualquer instante, aos nossos olhos surgem estas doces tentações. Quem não adora estas doçarias de comer e chorar por mais?! Fazem parte das nossas memórias quando se fala desta quadra natalícia – eles são as filhós ou filhoses, os sonhos, a belhós de abóbora ou belhoses, as rabanadas ou fatias douradas, as azevias de batata-doce e amêndoa ou de grão e amêndoa, os coscorões, a broa castelar e claro não podia faltar o Bolo Rei ou Rainha, a estrela da mesa dos portugueses, não esquecendo o Tronco de Natal ou a Lampreia de Ovos!

Se gosta de preservar as tradições no que respeita à doçaria típica do Natal que remontam ao tempo dos nossos avós e/ou nos trazem memórias de infância inesquecíveis mas, se por convicção e respeito à vida animal ou outro motivo relacionado com a saúde, o meio ambiente, a economia, segue um tipo de alimentação alternativa, pode fazer, comer e/ou oferecer estes doces típicos portugueses em versões vegans (sem ovos nem leite). Aqui encontrará essas receitas!

Atreva-se, experimente e surpreenda os que consigo convivem neste Natal de 2017, num estilo diferente de preservação das doces tradições.

doces1

Nota: As imagens aqui publicadas incluindo a Casa de Gengibre vegan”  foram retiradas do site  UniPlanet em:

http://www.theuniplanet.com/2017/12/4-receitas-de-casas-de-gengibre-vegans-videos.html

 

Também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *