Lamego e o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Visite o Santuário em Lamego

Em Lamego não só o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios surpreende o nosso olhar e merece uma visita. Há um vasto património paisagístico, cultural, arquitetural, religioso e gastronómico que não pode deixar de conhecer, experimentar, provar e admirar.

O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Da avenida central de Lamego, pode aceder uma imponente escadaria de estilo barroco com 686 degraus. A escadaria desenvolve-se ao longo de uma encosta ingreme, no topo da qual está o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

Santuário Nossa Senhora dos Remédios

No século XVI, no local de uma antiga capela, foi construído um novo templo, dedicado à Virgem Maria e Menino. A devoção dos que recorriam à virgem Maria com preces para alívio para as doenças, deu origem à devoção a Nossa Senhora dos Remédios. O atual santuário foi principiado em 1750, e concluído apenas em 1905.

Vista sobre Lamego

A íngreme encosta acentua a grandiosidade da escadaria e do Santuário,

A escadaria é composta por vários patamares ornados de obras escultóricas e rodeado por denso arvoredo que forma o Parque de Santo Estevão. Aproveite os patamares, para fazer uma pausa durante a subida, admire a vista, as várias obras, passeie um pouco pelo parque e sinta a paz envolvente.

Num dos patamares, ergue-se um obelisco com 22 m de altura, decorado e sustentado por míticos atlantes.

A fonte, uma pequena capela octogonal erguida no s. XVI em honra da Virgem, os azulejos

Nicolau Nasoni, autor das pinturas que revestem as abóbadas da Sé de Lamego, desenhou algumas das obras barrocas que decoram o conjunto nomeadamente uma belíssima fonte em granito.

Outros pontos de interesse, recomendamos que visite a Sé e o Museu de Lamego

A Sé de Lamego

A Sé de Lamego também é conhecida como Catedral de Lamego, Igreja Paroquial da Sé ou Igreja de Nossa Senhora da Assunção.

 

O edifício começou a ser construído em 1159 sobre uma antiga capela dedicada a São Sebastião. No início do século XV, a catedral sofreu uma importante reforma com a construção da frontaria, organizada num triplo pórtico, que é a principal obra manuelina nesta região do país. Da arquitetura românica original resta uma torre monumental.

Contemplar a estrutura do edifício, a torre, a sua fachada e todo o interior da Catedral, dá-nos uma visão de beleza e de monumentalidade. A Sé de Lamego está classificada como Monumento Nacional desde 1910.

 

O Museu de Lamego

No centro histórico da cidade de Lamego, num edifício, do século XVIII, antigo Paço Episcopal, está situado um esplendido museu. Aqui pode ficar a conhecer um pouco mais da história da cidade, através dos objetos e das coleções expostas, com especial relevo para as obras que estão classificadas como Tesouros Nacionais: um sarcófago medieval, decorado com uma cena de caça, em baixo-relevo; os painéis que Vasco Fernandes pintou para a Sé de Lamego, entre 1506-1511; o conjunto de tapeçarias flamengas, tecidas em Bruxelas na primeira metade do século XVI, e os painéis de azulejos figurados com cenas bucólicas e de caça, do século XVII.

 

Faça uma escapadinha de um fim de semana prolongado

Programe a sua visita a esta cidade monumental cidade de Lamego, não esquecendo que as festas da Romaria em Honra de Nossa Senhora dos Remédios acontecem entre meados de agosto e início de setembro.

Recordação Lamego
Moedas de 5 cêntimos prensadas com imagens religiosas (Sé de Lamego)

Também pode gostar

Leave a Reply