O Projeto CompostAgem: Aprender com a Natureza – Em votação no OPP

Preocupamo-nos com o futuro do nosso planeta, acreditamos que todos somos responsáveis pelo bem-estar de todos, vivendo em harmonia com tudo o que nos rodeia no planeta que habitamos. Com esta preocupação e, querendo ser ativas no compromisso por um mundo mais sustentável, formulámos um projeto “Cidades sem lixo, campo colorido”, para tratamento e reaproveitamento de resíduos orgânicos que submetemos a apreciação ao Orçamento Participativo de Portugal.  A nossa proposta de projeto que abaixo descrevemos, foi convertida no projeto “CompostAgem: Aprender com a Natureza” – gerado a partir de várias propostas.

Se pretende deixar aos seus filhos um exemplo inspirador e um contributo no caminho de um mundo mais sustentável, conheça e vote neste projeto em:

CompostAgem: Aprender com a Natureza

O Projeto – “Cidades sem lixo, campo colorido”

 O Problema

As alterações climáticas muito devido à ação do homem na natureza fazem-se sentir cada vez mais, com uma intensidade crescente com prejuízo para todas as formas de a vida no nosso planeta. A pegada ecológica deixada por todos nós e que afeta diretamente a zona em que vivemos e de forma mais abrangente todo o planeta, tem consequências nos desequilíbrios ambientais e sociais, tornando mais acentuadas as diferenças entre as sociedades ditas desenvolvidas e as menos favorecidas. Embora haja já boas iniciativas de aproveitamento de alimentos fornecendo refeições a quem precisa como a iniciativa da organização “Refood” ou outras, vemos que diariamente, grandes quantidades de alimentos e outros desperdícios orgânicos que seguem indiferenciadamente para as lixeiras sem reaproveitamento.

A Solução

Criar a recolha diária e seletiva de resíduos orgânicos e em locais próprios, proceder-se à sua compostagem. Posteriormente, após a redução a pequenas partículas deste lixo, seria feita a revenda como adubo orgânico, a custo reduzido, aos agricultores interessados. Incentivar com a atribuição de benefícios, todos os habitantes e fundamentalmente os estabelecimentos dedicados à área da restauração à separação dos resíduos orgânicos produzidos diariamente e dar incentivos aos agricultores para a utilização preferencial, deste tipo de adubo orgânico.

O Projeto

Definir incentivos aos habitantes, aos estabelecimentos dedicados à restauração, para a separação de resíduos orgânicos. Criar incentivos e parcerias com quintas de produção ecológica, para a utilização de adubo orgânico resultante da compostagem de resíduos produzidos nos aglomerados urbanos. Criar um circuito diário de recolha deste tipo de resíduos pelo município, com o apoio da comunidade. Criar zonas de tratamento dos resíduos e de venda dos adubos orgânicos obtidos.

Assista aqui a um pequeno vídeo sobre o tema “Cidades sem lixo, campo colorido”

Temos outro projeto “Eu na Bicicleta” em votação. Vá por Aqui e dê-nos o seu voto!

 

Também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *