Dia Mundial dos Avós, com amor!

Publicidade

No dia 26 de julho celebramos o Dia Mundial dos Avós com amor. Partilhamos este amor com um poema de Luísa Ducla Soares.

Diz o Avô

Tens cabelos brancos?

Mas porquê, avô?

Caiu muita neve

na estrada onde vou.

Tens rugas na face.

Mas porquê, avô?

Bateu muito sol

na estrada onde vou.

Tens olhos baços.

Mas porquê, avô?

Pousou nevoeiro

na estrada onde vou.

Tens calos nas mãos.

Mas porquê, avô?

Partiu muita pedra

na estrada onde vou.

Tens coração grande.

Mas porquê, avô?

Nele mora a gente

que por mim passou.

 

Soares, Luísa Ducla. (2015). A Cavalo no Tempo. Porto: Porto Editora.

Fotografia de Pixabay

Também pode gostar

Leave a Reply