Na “Nimba Art Gallery” –  “Distorções” de Nuno Confraria

A exposição

Nuno Confraria apresenta um variado leque de obras reunidas sob o título “Distorções”, na galeria de arte “Nimba Art Gallery”.  Entre o figurativo e o cubismo em que a figura humana prevalece na maioria das obras, são distorções que aplaudimos pois são surpreendentemente belas e contam-nos histórias fabulosas.

Diz-nos o artista que o título da exposição – Distorções – foi escolhido pela geometria inerente aos trabalhos e consequente deformação dos diversos motivos que adquirem uma forma própria.

Percorremos a galeria, demoramos o olhar em cada obra exposta, a riqueza e perfeição dos elementos representados e os pormenores em cada um, é muito harmoniosa e o resultado é espantoso. São trabalhos que enfocam ambientes humanizados, numa combinação única entre a linha figurativa e o cubismo. Cada obra de arte adquire vida própria, convoca-nos a sentir a história contada em cada imagem que também refletem, um pouco, a personalidade do autor. Leia aqui a entrevista de Nuno Confraria: “Geometria e cores na perspetiva de Nuno Confraria”.

 

A viagem pela história do país e do povo português

São obras que nos convidam a uma viagem por pedaços da história de Portugal e nos contam histórias de um povo. Histórias que falam do fado cantado com uma voz sentida e acompanhado de uma guitarra. Histórias de coragem dos navegadores portugueses que em suas frágeis embarcações “Novos mundos ao mundo” mostram. Histórias do douro, do Porto e de todo o património da região. Histórias de um povo que também ri e festeja os seus santos populares e é também um povo de alma grande e crente. Um povo que soube fazer a revolução dos cravos e trouxe a liberdade para todos.

Mas, o artista, entre muitas outras obras expostas, também nos apresenta belíssimas obras como Afrodite e Dioniso que despertam a nossa imaginação para nos transportarem para as riquíssimas histórias da mitologia grega.

Durante a visita à galeria para apreciar as obras expostas de Nuno Confraria, claramente sentimos o refúgio de cultura e paz, memórias e tempo! Um artista, que temos o privilégio de conhecer e que aplaudimos pela excecionalidade da sua obra e grandeza do ser.

A exposição estará patente até ao dia 5 de setembro, na Nimba Art Gallery, na Rua João Serra Cunha, n.º 40, nos Olivais. Não perca, deixe-se atingir por esta valiosa produção artística.

 

Esteja atento, brevemente iremos publicar uma entrevista com Luís Vicente que leva por diante o projeto “Nimba Art Gallery

 

Também pode gostar

Deixar uma resposta