O “Filho do Everest” de Sarah Musgrave

O “Filho do Everest”, de Sarah Musgrave uma contadora de histórias assumida e autora de duas dezenas de livros, é o seu terceiro livro editado. Passou por todas as etapas possíveis e imagináveis para publicar o tão sonhado livro “Filho do Everest”. Eis que foi chegado o dia para a cerimónia de lançamento do livro “O Filho do Everest”, da escritora Sarah Musgrave – dia 23 de novembro de 2019. Mais uma etapa vencida no percurso literário desta jovem escritora.

É nas redes sociais que o mundo acontece. Sarah Musgrave criou um evento no Facebook para divulgar a sua obra pela comunidade interessada – escritores, leitores, críticos, editores, amigos, livreiros, etc… E foi assim que acedemos ao seu último post poucas horas antes do lançamento do livro.

“Estou a poucas horas de realizar mais um sonho: o lançamento de mais um bebé!

Desde que me lembro de ser gente e de saber escrever que sonhei em ser escritora. Talvez por achar que era apenas a minha natureza sonhadora que me fazia sonhar com o impossível, por não me reconhecer qualquer talento para a escrita, este foi um sonho que se tornou secreto em mim.

 Quando era jovem, as pessoas a quem contei este meu sonho foram-me desencorajando por ser um meio muito difícil de conquistar. Embora os meus pais me tenham dito sempre que eu podia ser o que quisesse pois tinha em mim a inteligência e a vontade de ferro necessários, eu acabei por não acreditar e deixei que este meu sonho ficasse escondido. Mas os sonhos, aqueles que nos acompanham uma vida, mais cedo ou mais tarde voltam para nos bater à porta e dizer “estou aqui à espera que ganhes coragem!”. E foi assim que, um dia, do nada, eu peguei numa caneta e comecei a escrever. Não foi com o papel e a caneta que me tornei escritora, mas sim ao computador.

Descobri um prazer indescritível em poder dar largas à minha imaginação e passar para palavras todas as histórias que vivem na minha cabeça, porque são tantas, mas tantas que, por vezes, penso que são infinitas.

Todos os livros que escrevo são fruto da minha imaginação que misturo com os meus desejos e sonhos, mas não são reais. Não escrevo biografias, escrevo sonhos. Todos os dias eu escrevo uma pequena peça de um sonho. Não são as histórias da minha vida nem as minhas vivências que eu passo para o papel, sou eu que estou naquelas páginas, porque cada palavra que ali está saiu da minha alma, do meu coração. Nunca escrevi com o intuito de publicar e talvez por isso fui genuína, e talvez um pouco ingénua, no que escrevi. Estou feliz porque lutei para realizar um sonho que me acompanhava de criança e não foi fácil, eu tive de descobrir o caminho sozinha. Foi a primeira vez na minha vida que acreditei em mim. A poucas horas de realizar mais um sonho, sinto as borboletas no estômago e estou feliz. Sei que vou entrar numa montanha russa e a tranquilidade que tanto gosto vai ser afetada por alguns momentos, mas depois da poeira assentar, eu terei realizado mais um sonho.

Aqueles que sempre gostaram de mim continuarão a gostar e os que sempre me criticaram continuarão a criticar, para eles todos nada mudará, mas para mim nada voltará a ser igual. Para todos um bem-haja. Estou feliz!”

Sarah Musgrave

Sarah Musgrave _ Lançamento do livro Filho do Everest

 

O lançamento do livro “Filho do Everest”

A Escola Secundária Sebastião e Silva, em Oeiras, foi o sítio escolhido para o lançamento do seu livro “Filho do Everest”. Um local com uma química especial. Uma escola estará sempre ligada ao universo literário mas é também onde a Sarah leciona Ciências Naturais.

Num ambiente confortável e agradável e com uma plateia repleta de amigos, familiares e leitores em potencial, Andreia Duarte e Sérgio Casinhas ofereceram um momento musical. Carolina a sobrinha que gosta de ler e escrever faz seguir a sessão.

Sandra Almeida, uma gestora amiga, colega da Sarar nas corridas e nas escaladas, que acompanha o seu processo de escrita ao longo destes anos teve o privilégio de apresentar o seu livro. Nas suas palavras afirma

“A Sarah é uma escritora compulsiva, escreve vários livros ao mesmo tempo e este novo livro não é a mesma ordem de escrita.”

 

Resposta singular da Sarah

“Eu não vejo como uma compulsão para a escrita. Eu necessito de escrever, a minha imaginação é tão rica que me obriga quase a registar aquilo que vou vivendo. Para não me esquecer daquilo que eu vivo na minha imaginação.

Por isso quando dizem que eu escrevo muito bem não me revejo como uma escritora, mas sim como uma contadora de histórias. É isso que eu faço.”

 

E a Sarah continuava…

“Eu vivo histórias na minha imaginação e passo-as para o papel. Às vezes fico surpreendida por ver que outras pessoas querem ver essas mesmas histórias, as que eu vivi. Não as vivi na realidade, são fruto da minha imaginação –

– ri, sofri, chorei, amei, mas permitiu-me ultrapassar problemas e questões pessoais através da vivência com as minhas personagens. –

É aqui que há algumas coincidências com a realidade. Eu aprendo com os meus personagens, eles ensinam-me muito.”

 

Quando crescer dói… Este é um livro que marca a mudança na vida da autora.

Eu senti que cresci muito e pelo menos comigo crescer dói.

Este livro foi um processo muito doloroso, difícil… Tive de enfrentar questões pessoais, mas é sempre bom quando podemos olhar no espelho e ver exatamente o que está refletido, mesmo que não se goste do que se vê, nós podemos alterar aquilo que não gostamos e isso foi o que me aconteceu neste processo e sinto que estou melhor… Este é o vigésimo livro que escrevi.”

 

O livro "Filho do Everest" de Sarah Musgrave
O livro “Filho do Everest” de Sarah Musgrave editado pela Sana Editora

 

Este é um livro mais maduro e a Susana Freitas da Sana Editora tem ajudado na revisão e no acompanhamento editorial onde fazem questões difíceis em que a Sarah tem de responder.

A Sarah sentiu necessidade de amadurecer e por isso ficou com um livro praticamente acabado em standby. Gostou tanto deste livro que resolveu publicar este em primeiro lugar… Sinónimo de uma evolução que Sarah está a ter enquanto autora… Nós não queremos colocar cá fora só mais um livro. Queremos colocar um livro importante, um bom livro. Paramos um trabalho que estava quase pronto, o livro estava a entrar em paginação e decidimos parar abraçar este projeto.”

Uma das alunas de Sarah dá início à leitura de um dos trechos selecionadas pela autora. De seguida uma colega de trabalho e por fim um amigo dos treinos. E é assim que termina a apresentação para de seguida se iniciar a sessão de autógrafos pois a fila já ia longa… curiosos sobre um romance que ninguém leu e que se encontrava ali disponível em primeira mão para quem o quisesse levar e em breve numa qualquer livraria do país.

Obrigada Sarah pelo convite. Obrigada Sarah por este romance de excelência!

Que a sua inspiração seja eterna.

Sarah Musgrave no lançamento do seu livro "Filho de Evereste"
Sarah Musgrave no lançamento do seu livro “Filho de Evereste”

 

 

Página do Facebook de Sarah Musgrave

Leia Aqui Link a Entrevista da Sarah Musgrave

Leia Aqui uma reportagem da apresentação do livro “O encantador de Sonhos”

Leia Aqui Link da Entrevista de Susana Freitas da Sana Editora

 

Também pode gostar

Deixar uma resposta