Sonho Perdido

Sonho perdido

“Sonho perdido”, do nosso grande escritor Miguel Torga em comemoração da data do seu nascimento  (12 de agosto de 1907, em Sabrosa). Miguel Torga destacou-se como poeta, contista memorialista e romancista, escreveu também peças de teatro e ensaios. Foi laureado com o Prémio Camões de 1989, o mais importante da língua portuguesa.

Independentemente do tamanho dos seus sonhos, use toda a sua vontade para os realizar. Não deixe que o seu sonho se perca pois, como nos diz o poeta, nunca se encontrou um sonho perdido.

 

Sonho perdido

Como foi que o meu sonho se perdeu
No liso descampado desta vida?
Distraída
Atenção
Que tão ingloriamente empobreceu
Quem não tinha outro vinho e outro pão!

Na fundura dos bolsos não encontro
Nem sequer a lembrança desenhada
Do seu calor!
Perdi o sonho… E resta-me o pudor
Deste triste poema ressequido…
Perdi o sonho… E nunca se encontrou
Nenhum sonho perdido.

Miguel Torga

( livro Cântico do Homem)

Também pode gostar

Leave a Reply