Férias memoráveis nas regiões do Algarve e da Andaluzia

Início das férias rumo ao sol algarvio

Este ano nem tempo tive para planear as minhas férias antecipadamente. Ei-las chegadas havia que começar a gozá-las. O mês de setembro é para mim a melhor época do verão para se desfrutar de umas férias em família.
Como amante de praia esse seria um dos destinos, claramente! Rumamos, eu e a minha cara-metade até terras algarvias ao encontro da nossa única filha. É um destino excelente para qualquer altura do ano.

Paisagens com história

Aqui, as praias são quem mais ordena. Evidentemente, além da magia das praias, as férias podem igualmente ganhar uma dimensão histórica. Não faltam opções nem pontos de interesse para todos os gostos, com um rico património histórico, cultural e natural que vale a pena conhecer e visitar.
Nós dedicamos algum do nosso tempo e partimos à descoberta das histórias, segredos e mistérios desta região. Na pausa da praia, tivemos oportunidade de observar a fauna e flora características da região, de realizar um passeio de barco para observar os golfinhos e grutas existentes por toda a costa, de provar a rica e deliciosa gastronomia, onde o peixe e o marisco frescos são ingredientes fundamentais, de visitar o Cabo de São Vicente e a Fortaleza de Sagres, a Serra de Monchique, … Enfim um conjunto de experiências inesquecíveis que se podem viver neste Algarve tão nosso e tão espetacular que o tornam um destino de excelência!
A filha tirou férias no mesmo período que nós e vive em Albufeira. Numa sociável e afável conversa deitados sob uma toalha estendida na areia a saborear as coisas boas da vida… hum… que coisa maravilhosa, a filha desabafava “vocês estão de férias mas eu que vivo, trabalho e estudo no algarve não sinto que esteja”. E num impulso, todos em sintonia e a uma só voz decidimos, ali mesmo, ir em passeio até à vizinha Espanha.
Já com poucos dias de férias, a escolha recaiu sobre Córdoba. Sevilha é uma cidade fantástica, mas vamos lá muitas vezes. A decisão estava tomada e enquanto desfrutávamos um lanchinho na casa de chá da Quinta do Mel, escolhemos e reservamos pela internet o hotel e atrevemo-nos a ir sem programa delineado.

Um programa de dois dias a Córdoba

Tínhamos de terminar em beleza! Partimos seguros que queríamos aproveitar ao máximo os últimos dias de férias bem como as atrações daquela cidade situada no sul do país, na região da Andaluzia e se possíveis gratuitas, não queríamos ficar com a carteira vazia. Há muitos segredos para conhecer em terras espanholas, por ali passaram romanos, visigodos, muçulmanos, católicos, … e também nós!
Ficamos instalados num hotel situado no coração da cidade de Córdoba, na praça de San Miguel. Após recolha de alguns folhetos turísticos partimos à descoberta munidos do mapa da cidade.

Roteiro

Plaza de las Tendillas
Ali bem perto estava a Plaza de las Tendillas, considerada o centro nevrálgico da atividade comercial da cidade. Pelo mapa da cidade percebemos que daí se partia para todos os cantos da cidade, através das várias “calles peatonales” que ali vão convergir, as quais nos convidam a descobrir outras “plazas”, monumentos, igrejas, lojas de moda e espaços de convívio e de restauração. Aceitamos o convite e mesmo com o calor imenso que se fazia sentir continuamos a palmilhar por esses caminhos pedestres.
Ficamos encantados com as ruelas desta cidade irresistível. Os bairros característicos com os seus edifícios e os seus pátios floridos que nos despertam os sentidos. Por onde passamos conseguia-se ver no interior das casas particulares, hotéis, restaurantes, bares, … esses pátios bem ornamentados numa explosão de cores, decorados com fontes e vasos com flores espalhados pelas paredes. Um dos que visitamos foi o Patio Zoco Municipal.
A Calleja de las Flores, uma das mais bonitas com a primavera e os seus aromas ali bem presentes a interagir com os nossos sentidos. Imperdível!

Com a Mezquita-Cátedral na mira

Num desses pátios entramos e sentámo-nos para descansar um pouco os pés enquanto nos refrescávamos com uma “canha” bem fresquinha. Retomamos a nossa caminhada e enquanto admirávamos a arquitetura cheia de história dos edifícios, as lojas de artesanato, … chegamos á obra mais fantástica da cidade a Mezquita-Cátedral (inicialmente uma mesquita que após a reconquista, foi transformada em catedral cristã).
No dia seguinte logo pelas 8.30h lá estávamos para fazer uma visita turística gratuita, durante uma hora. Sem dúvida um estrondoso conjunto monumental, conforme podem ver pelas fotos! A subida à imponente Torre Campanario com umas vistas de sonho pela cidade foi tão deslumbrante que me esqueci de tirar fotos.
Continuando o nosso passeio alcançamos o Triunfo de San Rafael, na Plaza do Triunfo (de entre muitos espalhados pela cidade, pois é o santo padroeiro de Córdoba), com umas vistas incríveis sob a Puerta del Puente e a magnifica Puente Romana com o seu não menos espetacular pôr-do-sol.
Para o primeiro dia de visita não estava nada mal. Cansados e esfomeados procuramos um restaurante para jantar numa mesa com vista para o espetáculo de flamengo e provamos entre outras iguarias as tradicionais “berenjenas com miel”, o “flamenqín com patatas”, os “calamares fritos” e o “rabo de toro”.
Patio do nosso hotel
A noite apresentou-se serenamente quente e de barriga cheia, felizes com a nossa decisão tão impulsiva quanto bem-aventurada, metemos pés a caminho em direção ao hotel, não sem antes terminarmos o passeio por aquelas magníficas ruas, numa bela esplanada com um café à nossa frente. E então sim o hotel esperava-nos para o descanso dos “deuses”.
Boa noite! Amanhã continuamos…
Se quiser viajar até Córdoba não perca o nosso tour turístico numa visita guiada gratuita com a Marta da Oway Tours a publicar brevemente.

Também pode gostar

Deixar uma resposta